• 16 3524-3997
  • sac@loja123eja.com.br
  • Seg - Sex: 08:00 às 17:00
02/08/2017 Por Leily C. Cheung Amancio – Enfermeira Aconchego - Consultoria em Aleitamento Materno
Amamentação e seus Cuidados Imagem Retirada de: Freepik

O momento da amamentação, para muitas gestantes é de muita ansiedade e receios, pois como a princípio é a principal fonte alimentar do bebê, muitas tem medo se conseguirão oferecer e se o fará de forma correta.

Os principais itens para seu sucesso é que a mãe seja amparada e assistida de forma adequada por profissionais qualificados desde a gestação até após o nascimento, que receba as orientações de forma clara e compreensível e tenha o apoio e suporte de seus familiares e amigos, pois assim ela se sentira segura e tranquila nesse processo e isso será sentido pelo bebê.

Falaremos a seguir as principais dúvidas apresentadas pelas mães sobre a amamentação: como os tipos de mamilos existentes, seus cuidados e seu oferecimento.

  • Quais são os tipos de mamilo?
  • Protuso: quando ele é estimulado ele fica firme, neste tipo de bico o bebê faz a pega facilmente, pois consegue abocanhar a aréola com mais facilidade.
  • Comprido: o bico é grande, no início, pode ser que ele seja grande para a boca do bebê, nesse ele tem a tendência de pegar só o bico pois tem dificuldade em alcançar a aréola. O recomendado é que antes de oferecer o leite, a mãe deve tirar um pouco para deixar a aréola macia e que ela tente oferecer a mamada em várias posições até descobrir qual a melhor posição que o bebê consegue abocanhar a maior parte da aréola.
  • Plano: no início, quando as mamas estão cheias de leite, o bebê pode ter certa dificuldade, pois ele não consegue abocanhar, pois é como se ele escorregasse, então o ideal é a mãe fazer um estimulo no bico, primeiro tirar um pouco de leite para deixar o mamilo macio e flexível e pode puxar o mamilo pra frente.
  • Invertido: nesse tipo, a saída do leite no inicio é um pouco difícil, nesse caso é necessário que a mãe prepare o mamilo como é feito no mamilo plano, como falamos anteriormente para tentar exteriorizar o bico.

Independente do tipo de mamilo que a mãe apresente, às vezes pode apresentar um pouco de dificuldade na pega do bebê, mas nenhum impede que ela consiga oferecer a amamentação, é importante que seja avaliada por um profissional que possa auxiliá-la nas dificuldades.

  • Na gestação podem ser feitos alguns estímulos que ajudam na formação do bico?

Alguns dos estímulos que são feitos para ajudar a exteriorizar os mamilos são repuxar ou rodá-los, mas na gestação isso deve ser feito somente por recomendação do médico ou profissional especializado, para verificar se realmente é necessário, não deve ser feito até o 3º mês de gestação ou depois do 7º mês pois esse exercício pode estimular a contração uterina podendo influenciar a um aborto ou parto prematuro.

  • Escutamos muito sobre esfregar bucha vegetal nos mamilos para deixar eles firmes, é correto fazer isso?

Não é recomendado que se esfregue bucha vegetal nas mamas, pois ela é muito áspera podendo machucar o mamilo que tem uma pele muito sensível. O ideal é que se fortaleça o mamilo tomando sol nas mamas sendo o sol até às 10h da manhã ou depois das 17h. E durante a amamentação verificar se a pega está sendo feita de forma correta.

  • Pergunta: E cremes e óleos, podem ser usados no peito?

Muitas mães costumam passar cremes ou óleos nas mamas e mamilos para hidratar a pele devido a presença de estrias. Mas devem fazer com cuidado, pois na mama, se houver recomendação médica não tem problema, mas deve – se evitar passar nos mamilos, pois precisamos que o mamilo tenha a pele firme, por isso recomenda - se tomar sol, quando se passa algum creme ou óleo, a pele nessa região fica mais fina e sensível e quando o bebê abocanha com força e pressão pode favorecer a formação de fissura.

  • Qual o sutiã mais ideal para a mãe usar, pois existem vários modelos.

Em relação ao tipo de sutiã recomenda – se na gestação e durante o período em que está amamentando que seja firme, confortável e tenha alças largas, pois a mãe percebe que suas mamas aumentam muito e aumentam o peso podendo ter dores nas costas. Dar preferência aos de material de algodão, pois neles a mama respira, deve evitar os sutiãs de renda ou materiais sintéticos para uso diário.

Quando for oferecer o peito, o ideal é que a mama esteja livre de qualquer obstáculo, pois geralmente os sutiãs de amamentação possuem abertura triangular frontal, que a mãe abaixa para oferecer o peito, ele é indicado para os momentos em que a mãe estiver fora de casa ou não estiver em um lugar privativo, pois o ideal é oferecer sem nada, livre, pois às vezes, quando o peito está muito cheio, o triangulo desse sutiã pode fazer uma compressão nos ductos de leite podendo dificultar a saída do mesmo.

É comum que durante o dia ocorram vazamentos de leite durante podendo molhar a roupa, o ideal é colocar entre a mame e o sutiã uma fralda de pano sendo em 100% algodão, pois nele a mama não fica abafada. Recomenda – se que seja sempre trocado e lavado.

  • Qual a pega mais adequada do bebê durante a amamentação?

É aquela em que o bebe abocanha a maior parte da aréola, e não somente o mamilo, a boca fica totalmente aberta estando com os lábios voltados para fora parecendo uma “boca de peixe”, o nariz do bebe pode ficar próximo da mama, mas não tão próximo que dificulte sua respiração e o bebe deve ficar alinhado em relação a mãe, sua barriga e tronco voltados para barriga dela.

  • Quais as posições em que a mãe pode amamentar?

O momento da amamentação é um dos principais momentos de aumento do vínculo entre mãe e filho, por isso deve ser tranquilo e sem interrupções.

Posições da mãe:

  • Sentada: É a posição mais utilizada tradicionalmente. A mãe permanece sentada (podendo ser numa cadeira, no sofá o na cama), estando com o corpo alinhado e relaxado, costas devem estar apoiadas (o encosto deve ser firme porem confortável ou ela pode utilizar travesseiros) e braços apoiados (podendo ser no braço do sofá ou cadeira ou se quiser pode utilizar almofada de amamentação ou almofada comum) para que não tenha tensão e as pernas devem estar apoiadas em algo (puff ou suporte) ou apoiado no chão totalmente, pode utilizar uma almofada para apoiar o bebe.
  • Deitada: Na maternidade, logo que o bebê nasce e está no quarto com a mãe, essa posição é muito utilizada pois quando a mãe não pode ainda sentar o bebê é colocado na cama com ela. Em casa a mãe também pode oferecer nessa posição. Ambos permanecem deitados, bebê é alinhado ao peito da mãe, entretanto, deve sempre se atentar para que a mãe não adormeça enquanto amamenta, pois pode ter o risco de virar sobre a criança.
  • Em pé: Muitas mães já experientes utilizam essa posição por já estarem acostumadas, seguram o bebê no colo alinhando o bebê na mama, entretanto, ela deve ter cuidado, pois deve se atentar com sua postura, pois permanecendo por muito tempo assim pode ter dores nas costas e nas pernas e o ideal é que não fique andando ou balançando muito pois o bebê pode perder a pega ou se desconcentrar facilmente.

Posições do bebê:

  • Tradicional: a mãe está sentada e coloca o bebê contra seu corpo apoiada a cabeça em seu antebraço.
  • Invertida: é muito similar aposição tradicional, entretanto o bebê é apoiado no braço e mão da mãe no qual oferecera o peito do mesmo lado em que o bebê está apoiado.
  • Cavalinho: coloca–se o bebê sentado na perna da mãe, de frente para a mama que será oferecida.  Mae segura as costas e cabeça o bebê com uma mão e a outra segura a mama para direcionar e permanecer na pega correta para o bebê.
  • Telefone:
    16 3524-3997

  • Av. Egisto Sicchieri, 146
    Jd. Athenas
    Sertãozinho - SP

Sobre Nós

123 e Já - Moda Bebê e Infantil

Redes Sociais
Localização

Av. Egisto Sicchieri, 146
Jd. Athenas
Sertãozinho - SP
16 3524-3997
sac@loja123eja.com.br

Todos os direitos reservados - © 2017
Criação de Sites - Otimização de Sites (SEO) RGB Comunicação